Novo presidente da ACINOL toma posse dia 25

Ricardo Bertochio Gimenes e Dázio Oliveira Gomes

Ricardo Bertochio Gimenes e Dázio Oliveira Gomes

O novo presidente da ACINOL, Associação Comercial e Empresarial de Nova Londrina, Dázio Oliveira Gomes, toma posse neste sábado (25) em uma cerimônia, seguida de jantar, marcada para às 20h no CTG Três Fronteiras. O empresário do ramo de automação de portões e painéis eletrônicos iniciou seu trabalho na ACINOL em 2010, como colaborador. Em 2014 foi tesoureiro.

Casado, pai de três filhos, Dázio Oliveira pretende lutar para mudar a cultura do comércio da região, que privilegia a má venda em muitas situações. “O comércio de Nova Londrina, especialmente as lojas menores, tem o costume de formalizar vendas muitas vezes sem os documentos adequados e com acordos baseados em confiança e não em papéis”, diz ele. “Minha intenção é lutar pela boa venda e para que o comércio da região se profissionaliza, elaborando consultas de crédito e bons contratos para que possa cobrar o consumidor da maneira mais profissional possível. Assim, as empresas poderão organizar seus caixas e conseguirão crescer”.

Ele também afirma que assumir a presidência da ACINOL é um grande desafio, pois terá que manter o bom trabalho realizado na entidade até aqui.  “É uma responsabilidade assumir a associação comercial depois dos bons presidentes que passaram pela entidade. A ACINOL foi bem administrada e o meu desafio é melhorá-la ainda mais”, diz Dázio Gomes.

O empresário Ricardo Bertochio Gimenes sai da presidência para ser tesoureiro da ACINOL. Natural de Paraíso do Norte, casado, pai de três filhas, o empresário do ramo de informática esteve a frente da associação entre 2012 e 2016. Gimenes está na associação desde 2006, quando assumiu o cargo de diretor. Em 2008 foi primeiro secretário e em 2010, vice-presidente.

Entre as ações realizadas nos últimos anos, Ricardo Gimenes cita o aumento do quadro associativo, que passou de 118 empresas a 162; a ampliação do prédio da associação, que dobrou de tamanho e hoje tem 200 m²; a inauguração da agência regional da Jucepar dentro da ACINOL e a implantação da certificação digital em parceria com a Faciap.

“Vejo que o ideal do associativismo está consolidado na região e conseguimos preparar um sucessor para os próximos dois anos, algo que muitas entidades têm dificuldades de fazer”, avalia Ricardo Gimenes. “Estou muito feliz, acredito que tudo o que implantamos foi pensando no futuro e não apenas nessa gestão. A preocupação desde o início era tornar a ACINOL uma entidade sustentável. E conseguimos alcançar esse objetivo”.