Lançamento de campanha e presença de eleitos na Acicam

067

Será realizada nesta quarta-feira (5/10), a partir das 18h30min, a reunião mensal ordinária da Associação Comercial e Industrial de Campo Mourão (Acicam). O convidado especial para o encontro é o prefeito eleito do Município, Tauillo Tezelli (PPS), que a partir de 1º de janeiro de 2017 cumpre o terceiro mandato como chefe do Poder Executivo mourãoense. Para a reunião, a entidade empresarial também vai convidar os 13 vereadores eleitos neste domingo.

Na reunião também será oficialmente lançada a campanha promocional Campo Mourão – Cidade Natal/2016. Trata-se da maior e mais tradicional promoção do comércio local, que todos os anos tem a adesão de centenas de empresas e distribui inúmeros prêmios – inclusive carros zero quilômetro – para os consumidores. A tradicional promoção reúne as principais entidades empresariais, ligadas ao comércio, de Campo Mourão.

A expectativa é de que grande número de associados da Acicam, além de representantes de outras entidades locais, lideranças da comunidade e populares, participe da reunião. O encontro será dirigido pelo presidente da Acicam, Paulo César Gomes.

As reivindicações da Acicam

As reivindicações apresentadas pela Acicam não se resumiram as áreas do comércio, indústria e serviços. O rol de propostas incluiu também medidas e ações relacionadas às áreas da segurança, saúde, infraestrutura, gestão pública, educação, trânsito, etc. Inclusive propôs diretrizes para o relacionamento do governo municipal com o Observatório Social.

Firmado por Paulo César Gomes e Bem-Hur Teixeira Berbet, presidente e secretário da Acicam, respectivamente, o documento acentuou que as reivindicações representavam “necessidades e oportunidades para o desenvolvimento e crescimento de Campo Mourão, como uma cidade polo regional, forte, representativa, visando o bem comum do cidadão mourãoense”.

Prioridades

Disponibilização de terreno para a ampliação do campus da Universidade Tecnológica Federal (UTFPR) e assegurar o crescimento da instituição no Município, elaboração de novo projeto de trânsito (com a organização e regulamentação do estacionamento rotativo na área central), revitalização do parque industrial, readequação da carga tributária de acordo com a real situação do país e nova lei de incentivo a instalação de indústrias são algumas das prioridades apontadas no documento.

Outros pedidos apontados como prioritários: apoio incondicional na realização das campanhas promocionais do comércio (Dia das Mães, Pais, Namorados, Crianças e Natal), inclusive com apoio financeiro; continuidade do projeto Centro de Eventos, cumprir e fazer cumprir o decreto que regulamenta a concessão de Alvará de Licença para eventos comerciais temporários (a fim de evitar a realização de feiras por empresas “paraquedistas”), instituição de legislação para que os feriados municipais que ocorram durante a semana (inclusive o do aniversário de Campo Mourão – 10 de outubro) – sejam transferido para próxima segunda-feira.

Foi solicitada ainda a criação de lei para estabelecer prioridade de contratação para as microempresas e empresas de pequeno porte locais na realização de compras com valor de até R$ 80 mil através de cartas convite (Art. 47 da Lei Complementar 123/2006).

Gestão Pública

Na área da gestão publica, o documento elencou sete pedidos: transparência na aplicação de recursos públicos, profissionalismo na administração – 1º escalão formado por profissionais da área, reconhecidamente preparado para a função; aproveitamento de funcionários efetivos para os cargos de chefia e cargos de confiança, treinamento periódico dos funcionários, para todos os níveis, da chefia à execução; promoção de políticas públicas que tragam desenvolvimento social e econômico com “planejamento e ação”; redução da quantidade de cargos comissionados e apresentação do Plano Diretor anual e plurianual.

Já na área da segurança foi solicitada a instalação – com urgência – de Sistema de Monitoramento por Câmeras na cidade, implantação da Guarda Municipal e envidar esforços para aumentar o número de vigilantes efetivos para garantir a segurança na cidade (centro e bairros); e atuação no sentido de aumento do efetivo da Policia Civil, Polícia Militar e do Corpo de Bombeiro. Outros pedidos na mesma área: Fomentar, apoiar e estruturar o Conselho Municipal de Segurança (Conseg) nas ações integradas das Polícias Militar, Civil e Municipal, Implantar e manter em perfeito estado de conservação o sistema da sinalização de trânsito e promover ações junto aos órgãos competentes para reavaliar os semáforos visando ações para diminuir os constantes acidentes ocorridos na Perimetral Tancredo Neves.

Para a área da saúde, o documento apontou três pedidos: Envidar esforços para realizar projetos e ações que visem garantir a manutenção e fortalecimento do Hospital Santa Casa de Campo Mourão, aplicar maior percentual do orçamento e efetivar a regionalização da saúde, visando obtenção de mais recursos; e promover atendimento humanizado na saúde e investir nas unidades descentralizadas.

O rol de reivindicações preparado pela Acicam contemplou ainda a área da infraestrutura, com quatro pedidos: Investimentos na aparência da cidade (jardins e calçamento), principalmente melhorar a entrada da cidade e dos bairros através da implantação de programa de paisagismo; Programa de melhoria de infraestrutura nos bairros: iluminação, esgoto e asfalto; Reforma viária visando diminuição do número de acidentes e mortes. (principalmente motociclistas); zelar pelas estruturas municipais já existentes, com manutenção (ginásio JK, Centro Social Urbano, praças, academias de terceira idade, creches, escolas municipais, entre outras).

Observatório Social

Um dos tópicos do documento tratou dos pedidos referentes ao relacionamento da prefeitura com o Observatório Social local. A Acicam pediu transparência incondicional ao Observatório Social, que seja permitida e apoiada a atuação do Observatório Social de Campo Mourão como agente de orientação e fiscalização dos atos públicos, além da disponibilização imediata da documentação pública, quando solicitada.

Fonte: assessoria de imprensa ACICAM